Companhia subsidiada pelo Governo de Portugal | Secretário de Estado da Cultura | DGArtes


voltar ao blog principal /MAIN BLOG

2014

DAY FOR NIGHT
co-criação com o cineasta André Godinho.

Em Play, The Film – a anterior colaboração de Cão Solteiro e André Godinho – teatro e cinema relacionavam-se formando uma unidade em que ambos eram identificáveis; 

em Day For Night os territórios confundem-se e os diversos elementos de cena transitam de um para o outro, produzindo no final objectos distintos: um espectáculo de teatro e um filme. 

O palco é aqui transformado em estúdio de cinema.

A acção teatral desenrola-se ao longo da filmagem de três cenas cujo registo é efectivamente feito durante o espectáculo. 

Três cenas, três décors diferentes, um espectáculo em três actos.

O mecanismo cinematográfico está todo à vista, em tempo real – atores e técnicos que são simultaneamente eles mesmos e personagens, em trânsito entre bastidores e cena, mudanças de plano, trocas de cenografia e figurinos, espera entre takes, pausas para beber café. 

Este espectáculo é um jogo de espelhos onde ao artificialismo do teatro disfarçado de realismo – porque o filme está de facto a ser filmado – é contraposto o artificialismo do cinema e do seu conhecido efeito de realidade.





























































autoria do projecto Cão Solteiro & André Godinho
em cena Ana Francisca Amaral . decoração | António Gouveia . maquinista | André Godinho . realizador | Bernardo Apelido . assistente de produção | Cátia Tomé . “Rapariga” | Cecília Henriques . maquilhadora | Hugo Azevedo . assistente de imagem | Luís Magalhães . “Homem” |  Lydie Barbara . assistente de realização | Margarida Leitão . anotadora | Mariana Sá Nogueira . guarda-roupa | Nuno Morão . director de som | Paula Sá Nogueira . “Paula” | Pedro Pinho .  director de fotografia | Raimundo Cosme . assistente de produção
figurinos Mariana Sá Nogueira
cenografia Ana Francisca Amaral
luz Pedro Pinho
cabelos e maquilhagem Alda Salavisa
costura  Atelier Teresa Louro . Maria José Baptista . Natália Ferreira . Palmira Abranches
construção de cenografia Decor Galamba
produção e fotografia  Joana Dilão
fotografia em cena  Daniel Malhão “s/ título” 2001
textos caderno #3  Francisco Valente .  Maria Sequeira Mendes . Nuno Fonseca
assistência de palco – Equipa da Culturgest
agradecimentos Andreia Tocha, Daniel Malhão, Inês Magalhães, Joana Teodoro, João Brandão, João Couto C. João Matos, Jochen Pasternacki, Marco Regueiro, Maria Sequeira Mendes, Nuno Fonseca, Paulo Reis,  Pierre-Marie Goulet, Sílvia Lança, Tatão Amaral.

co-produção Teatro Cão Solteiro | Culturgest
apoios  



2013


ENCICLOPÉDIA: X
co-criação com o escritor Afonso Cruz.

Em Enciclopédia: X colocam-se em cena: uma montra, uma mesa circular alta, um computador,  3 actrizes e um conjunto limitado de espectadores a quem se propõe a inebriante tarefa de, através da ingestão, se abandonarem à degustação de um refinado conjunto de fermentações de malte.

Natureza Morta. Tempo. Garrafa de Cerveja. Garganta. Abutre. Silêncio.

Enciclopédia: X é um espectáculo que resulta do encontro da companhia Cão Solteiro com o  escritor Afonso Cruz. Constrói-se em torno das nossas obsessões e de um dos grandes prazeres do autor 
- a cerveja artesanal.  
apresentações:
estreia . Poço dos Negros 120/loja | Lisboa | Outubro 2013














em cena Maria Manuela Marques . Noëlle Georg . Paula Sá Nogueira

trabalho de mesa Cão Solteiro . André Godinho . António Gouveia . Maria Sequeira Mendes . Nuno Fonseca


textos Afonso Cruz

espaço cénico Vasco Araújo


figurinos Mariana Sá Nogueira


luz Daniel Worm


construção de cenografia Cine-Set

confecção de figurinos Mestra Teresa Louro

sapatos de Cunha (António Cunha e Marta Cordeiro)

bilheteira Raimundo Cosme

produção e fotografia Joana Dilão

agradecimentos Catarina Marques . Família Sá Nogueira . João Brandão . João Martins . Manuel Meireles

apoios Guinness . El Corte Inglés . Estrella Damm Inedit . Liane . Ourotêxteis